.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. RASTREIO AUDITIVO NEONATA...

. MIELOMA MÚLTIPO

. "A DOR MENTE"

. MAIS BENEFÍCIOS DO CAFÉ

. SEMANA DA INCONTINÊNCIA U...

. HIV E SIDA

. BOAS FESTAS

. SUGESTÕES DE TEMAS?

. HIPERPLASIA BENIGNA DA PR...

. ENDOMETRIOSE

.arquivos

. Junho 2012

. Janeiro 2012

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 11 de Agosto de 2007

O CORPO HUMANO - COMO NUNCA O VIU (EXPOSIÇÃO)

Apaixonante! Este seria, certamente, o adjectivo que eu escolheria para (tentar) decrever a exposição "O Corpo Humano - Como nunca o viu".

Para quem a possa encarar como uma lição anatómica, demasiado aprofundada para estar acessível ao comum dos mortais... desengane-se.

A exposição alarga-nos os horizontes de uma forma verdadeiramente deslumbrante. Leva-nos muito além daquela concepção do senso comum que valoriza a alma em detrimento do corpo e sobretudo afasta para terras longínquas a ideia de que um corpo inanimado, não é mais do que isso. Cada um daqueles corpos exalavam o odor da vida, em todo o seu esplendor e no auge da sua actividade.

Extraordinário é também o laço obrigatório e natural que nos une a esta exposição. Quando visitamos um museu histórico (não menos interessante) podemos desenvolver um íntimo interessa pela variedade de peças, relíquias, acessórios expostos, o que é certo é que eles pertencem a um determinado contexto temporal e espacial, que não o nosso. Pelo que o único elo de ligação entre nós e a exposição é o interesse que ela nos desperta. Nesta exposição, porém, o elo de ligação é muito mais íntima, chegando a um ponto visceral. Há uma identificação extrema entre nós - observadores da exposição - e os objectos da nossa própria observação (que poderíamos ser nós mesmos). O nosso corpo exposto, como nunca o vimos. O nosso corpo. Essa magnífica obra de arte, que por um lado nos assegura a diferença, desde a expressão do rosto, à altura, ao tamanho dos órgãos e ao estado dos mesmos, e que por outro nos torna todos iguais, assegurando um ténue fio comum a todos os visitantes - nós mesmos e o nosso corpo.

Em termos mais pragmáticos, a exposição está bem organizada e direccionada, já que nos permite ver tudo, de forma faseada... começando no sistema esquelético, depois o muscular e depois os vários sistemas de órgãos. Curiosidades interessantes ao longo de toda a exposição e muita informação acessível mesmos aos leigos.

Verdadeiramente deslumbrante esta oportunidade imperdível de explorar o nosso próprio mudo interno, o nosso próprio corpo!

publicado por Dreamfinder às 21:53

link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De O_Resistente a 14 de Agosto de 2007 às 23:37
Olá,essa exposição que viste é realmente maravilhosa,
para quem como tu vive profissionalmente no tratamento de seres humanos e quanto mais se souber melhor.
Eu tenho 2 dvd´s "The Anatomy for Beginers",que não sei se já viste,é quase como a exposicão,mas nos filmes vê-se
os Médicos a explicar o Corpo Humano,com doação dos
corpos por pessoas reais,para bem da Medicina,é impressionante ver abrir um corpo Humano e ver como todo o processo é feito e explicado,como tu dizes e bem até para leigos é interessante.
Um beijo
De Luciana a 28 de Outubro de 2007 às 20:29
quero ser médica e por isso foi muito bom estar aqui, eu só queria saber mais sobre o corpo humano
De Grazielle Hyczy Lisboa a 21 de Janeiro de 2008 às 20:24
Vi a exposição em Buenos Aires em janeiro de 2008 e é expetacular, vale a pena ser visitada.
De Michel a 22 de Julho de 2008 às 18:44
Nao sou medico e nem pretendo ser, mas essa e uma exposicao magnifica que retrata claramente a anatomia humana, adorei a exposicao, muito boa.

Comentar post

.links